Documentário, língua e o museu no/pelo olhar discursivo

Documentary, language and museum in/by the discursive look

Maria Cleci Venturini*
Suhaila Mehannan Schon**





     

Resumo:

Nossa proposta, com esse texto, é discutir a história e a memória em relação ao museu e a língua no/do museu e da vida. A delimitação constitutiva dos dispositivos analíticos é o documentário “A chama da língua” em que vozes aparentemente desencontradas falam de língua e de museu. Dentre essas vozes há uma que discute, analisa e organiza as ‘vozes’ de pesquisadores que colocam em suspenso a língua no museu, destacando que a ‘língua que nos une é a língua que nos diferencia’. Diante dessa “voz” perguntamos: Como a língua sempre em movimento e em transformação pode estar no museu e como se naturaliza e se legitima a língua no museu? As discussões que sustentam as análises incidem sobre documentário, museu e língua e atendem aos pressupostos teóricos da Análise de Discurso, centrada em Pêcheux e em campos disciplinares que contribuem para o entendimento dos museus e das temporalidades em funcionamento nesse lugar institucional, como lugar de memória.
Palavras Chave: língua, história, memória, discurso, museu.



Abstract:

Our proposal with this text is to discuss the history and memory in relation to the museum and language in/of the museum and of life. The constitutive delimitation of the analytical devices is the documentar “A chama da língua” (The flame of the language, freely translated to English) in which voices seemingly mismatched speak of language and museum. Among these voices there is one that discusses, analyzes and organizes the 'voices' of researchers who put the language in suspense in the museum, emphasizing that the 'language that unites us is the language that sets us apart'. In front of this "voice" we ask: How is the language always in movement and in transformation can be in the museum and how is the language naturalized and legitimized in the museum? The discussions that support the analyzes focus on documentary, the museum and language and attend to the theoretical assumptions of Discourse Analysis, which focuses on Pêcheux and in disciplinary fields which contribute to the understanding of the museums and the temporaries operating in this institutional place, as a place of memory.
Keywords: language, history, memory, discourse, museum





Para citar essa obra:
VENTURINI, Maria Cleci; SCHON, Suhaila Mehanman; Documentário, língua e o museu no/pelo olhar discursivo. In: RUA [online]. Volume 24, número 2 - e-ISSN 2179-9911 - Novembro/2018. Consultada no Portal Labeurb – Revista do Laboratório de Estudos Urbanos do Núcleo de Desenvolvimento da Criatividade.
http://www.labeurb.unicamp.br/rua/


DOI: http://dx.doi.org/10.20396/rua.v24i2.8653699

--------------------------------------------------------------------

*Professora associada da Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná, vinculada ao Departamento de Letras e ao Programa de Pós-graduação em Letras. Realiza Estágio Sênior sob a supervisão do Profº Dr. Fernando Catroga, na Universidade de Coimbra (fevereiro de 2017 a janeiro de 2018) com bolsa Capes, processo BEX 0460/16-3, acordo Araucária/Capes, edital 017/2015. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-5576-2745. E-mail: mariacleciventurini@gmail.com.
**Mestranda em Letras, Programa de Pós-graduação em Letras, da UNICENTRO, Campus Santa Cruz. Professora da Rede Pública Estadual do Paraná. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-9352-4852. E-mail: suhailaschon@gmail.com.