Sentidos (tra)vestidos: a individuação e a constituição do sujeito travesti pelo Estado

Sensen (tra)dresses: the individuation and the constitution of the transvestite subject by the State

Lidia Noronha Pereira*
Telma Domingues Da Silva**





     

Resumo:

Filiados ao campo teórico da Análise de Discurso, procuramos discutir nesse trabalho como o sujeito travesti é significado e individuado pelo Estado no Brasil. Portanto, analisamos dois cartazes confeccionados e distribuídos pelo Ministério da Saúde, que compõem a campanha de combate à AIDS. Nosso objetivo foi compreender como o sujeito travesti é discursivamente inscrito em tais cartazes, de circulação nacional e pública, marcados por um gesto administrativo. Os logotipos de esferas de governo que compõem os cartazes demarcam um território, ou seja, um espaço histórico, simbólico e geograficamente institucionalizado. Além disso, nessa posição do Estado, o sujeito travesti é significado de uma certa maneira, uma vez que é convocado por esta campanha também de uma certa maneira. A fim de prosseguirmos com essa análise, foi considerado o corpo do sujeito travesti enquanto forma material (Orlandi, 2012), reconhecendo a sua inscrição no simbólico e que esta inscrição é sustentada pelos discursos específicos. De acordo com nosso ponto de vista, não poderíamos lidar com os cartazes como se eles meramente representaram imagens impressas em formato cartaz. Ao contrário, a nossa análise permitiu apontar efeitos de sentido produzidos para o corpo travesti por um gesto interpretativo, e que esses efeitos significam processos de identificação do sujeito travesti. Há, além disso, os resultados dessa análise que apontam para a necessidade de romper o “já-dito” em relação ao sujeito travesti.
Palavras Chave: Individuação; Estado; sujeito travesti; cartaz; saúde pública.



Abstract:

Affiliated to the theoretical field of Discourse Analysis, in this work we aimed at discussing how the transvestite subject is signified and individuated by the State in Brazil. Therefore, we have analyzed two posters produced and distributed by the Ministry of Health that compose a campaign to combat AIDS. Our objective was to understand how the transvestite subject is discursively inscribed in such posters of national and public circulation that are marked by an administrative gesture. The logotypes of govern-ment spheres that compose the posters demarcates a territory, that is, a historical space both symbolical-ly and geographically institutionalized. Moreover, within that position of the State, the transvestite sub-ject is signified in a certain way as it is convoked by this campaign also in a certain way. In order to pro-ceed with this analysis we considered the body of the transvestite subject a material form (Orlandi, 2012), recognizing its inscription in the symbolic and that this inscription is sustained by specific discours-es. According to our perspective, we could not deal with the posters as if they merely represented printed images in poster format. On the contrary, our analysis allowed us to point out effects of meaning pro-duced for the transvestite body by an interpretative gesture, and that those effects signify identification processes for the transvestite subject. There withal, the results of this analysis that point to the necessity of breaking off the “already-said” regarding the transvestite subject.
Keywords: individuation, State; transvestite subject; poster; public health.





Para citar essa obra:
PEREIRA, Lidia Noronha; SILVA, Telma Domingues da; Sentidos (tra)vestidos: a individuação e a constituição do sujeito travesti pelo Estado . In: RUA [online]. 2015, no. 21. Volume II - ISSN 1413-2109/e-ISSN 2179-9911. Consultada no Portal Labeurb – Revista do Laboratório de Estudos Urbanos do Núcleo de Desenvolvimento da Criatividade.
http://www.labeurb.unicamp.br/rua/


DOI:

--------------------------------------------------------------------

* Doutoranda em Ciências da Linguagem da UNIVÁS. Av. Pref. Tuany Toledo, 470 – 37550-000 – Pouso Alegre – MG. E-mail: lidiacambuca2003@yahoo.com.br
** Professora do PPGCL da UNIVÁS. Av. Pref. Tuany Toledo, 470 – 37550-000 – Pouso Alegre – MG. E-mail: tel-madds@gmail.com